Twitter

CUT MS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > TRABALHADORES DA EBSERH DOS HU´S DE CAMPO GRANDE E DOURADOS EM ESTADO DE GREVE ATÉ O DIA 11 DE JUNHO

Trabalhadores da EBSERH dos HU´s de Campo Grande e Dourados em estado de greve até o dia 11 de junho

06/06/2018

A Condsef mantém reuniões de negociaçãocom o governo federal neste período

Escrito por: Sérgio Souza Júnior com informações Condsef e SindsepMS

A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal, filiada à CUT, informa em seu site que a Plenária Nacional dos empregados da EBSERH, realizada em Brasília no dia 26 de maio, aprovou a deflagração de uma greve, por tempo indeterminado, a partir do dia 5 de junho.

Neste sentido, a categoria vem promovendo assembleias em todo o Brasil, “para debater o conjunto de fatores que mantém o impasse no processo de negociações envolvendo o ACT 2018/2019 e não assegura ainda dissídio que aguarda análise do Tribunal Superior do Trabalho (TST) referente ao ACT 2017/2018”.

Os funcionários cobram avanços na negociação salarial deste ano, o julgamento do dissídio do ACT/2017/2018 pelo TST, o pagamento de seus retroativos, entre outras reivindicações. 

Após tentativa de mediação através do Tribunal Superior do Trabalho, a EBSERH (A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares) apresentou no final da tarde de terça-feira (5), para a Condsef as seguintes propostas, dirigidas aos funcionários da EBSERH:

ACT 2017/2018: 100% do IPCA (4,76)

– retroativo pagamento de 70%%, 50% na folha de pagamento de julho de 2018 e 50% na folha de pagamento de dezembro de 2018:

 - ACT 2018/2019: 70% do IPCA (1,98)

– retroativo de 100% em julho de 2018. - Garantia de todas as clausulas sociais negociada pela comissão nacional de negociação de ACT de 2018:

- 2 dias de abono anual (os critérios vão ser elaborados na mesa nacional de negociação); - Instalação imediata da mesa nacional de negociação;

- Criação de uma comissão nacional acompanhar as denuncia de assédio moral;

- Cláusula- intervalo 30 minutos de almoço para a área administrativa da empresa;

 

Trabalhadores de Campo e Grande e Dourados devem deliberar sobre a nova proposta ainda hoje (6).

 

Mobilização da categoria no dia 5 de junho.  

 

HU – UFMS

Na terça-feira (5), foram realizadas duas assembleias de trabalhadores, no período matutino e vespertino, com a presença de 111 pessoas. 

Conforme Wesley Cassio Goully, técnico em Enfermagem no HU-UFMS pela Ebserh, “as plenárias deliberaram por manter o estado de greve até o dia 11 de junho e rejeitar a proposta apresentada pelo TST”.

Ainda segundo Wesley uma greve poderia impactar no “adiamento de cirurgias eletivas, diminuição no atendimento nas enfermarias, diminuição do atendimento nas áreas materno infantil, adiamento de atendimento em exames laboratoriais e de imagem”, disse.

São aproximadamente 858 trabalhadores da EBSERH em Campo Grande.

HU – UFGD

Conforme informações do SINDSEP-MS, em Dourados os empregados da EBSERH deliberaram por manter o estado de greve, em assembleia realizada no dia 5 (terça-feira), pela manhã.   

Segundo a carta de serviços ao cidadão “O Hospital Universitário é referência para a macrorregião de Dourados, que abrange 35 municípios, com uma população referenciada em 800 mil habitantes, aproximadamente.”

Segue ainda a carta, quanto ao perfil assistencial do HU-UFGD “caracteriza-se como um hospital 100% SUS, voltado para a assistência, o ensino, a pesquisa e a extensão, sendo referência regional em cirurgias eletivas de média e alta complexidade”.

Conforme documento do SindsepMS, “os trabalhadores e trabalhadoras empregados na EBSERH são uma das categorias mais novas no serviço público federal. Contratados através de Concursos Públicos e sob o regime CLT e, resguardados pela legislação trabalhista, têm o direito a data-base anual (estabelecida em 1º de março) e celebração de Acordo Coletivo de Trabalho”. HISTÓRICO DOS ACTs EBSERH (2014 a 2018), escrito pelo SindsepMS, filiado à CUT.

Assembleia Campo Grande (MS) 5 de Maio

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
INSTITUCIONAL
SECRETARIAS
ESTRUTURA

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DO MATO GROSSO DO SUL
Travessa Coronel Edgarde Gomes, 49 | São Tomé | CEP 79002-339 | Campo Grande | MS
Fone: (55 67) 3325.9406 / 3325.8378 | www.cut-ms.org.br | e-mail: cutms.ms@hotmail.com